sexta-feira, agosto 29, 2008

o que salva o Amor

L.Barbosa conta a história de uma ilha onde viviam os principais sentimentos do homem: Alegria, Tristeza, Vaidade, Sabedoria, e Amor.
Um dia, a ilha começou a afundar no oceano; todos conseguiram alcançar seus barcos, menos o Amor.
Quando foi pedir a Riqueza que o salvasse, esta disse:- “Não posso, estou carregada de jóias e ouro”.
Dirigiu-se ao barco da Vaidade, que respondeu:- “Sinto muito, mas não quero sujar meu barco”.
O Amor correu para a Sabedoria, mas ela também recusou, dizendo:- “Quero estar sozinha, estou refletindo sobre a tragédia, e mais tarde vou escrever um livro sobre isto”.
O Amor começou a se afogar.
Quando estava quase morrendo, apareceu um barco – conduzido por um velho – que o terminou salvando.- “Obrigado” – disse, assim que se refez do susto.– “Mas quem é você”?
- “Sou o Tempo” – respondeu o velho.
Só o Tempo é capaz de salvar o Amor.
Paulo coelho

1 comentário:

faustomatos78@mail.com disse...

O tempo cura tudo...todos os males,todos os "pecados",todas as tristezas,disabores, e por aí fora.Mas o amor é eterno, ou seja intemporal,e de certa forma temporal para nós enquanto seres mortais.Temos é de saber saborea-lo no momento,no agora,e aí gozamos do amor eterno,intemporal,que é Universal,mesmo quando estamos sozinhos.Porque foi o AMOR que nos trouxe ao mundo, e o que salva o Amor, primeiro que tudo é amar-nos a nós próprios,segundo amarmos o nosso semelhante e terceiro termos Amor á Vida.Sem o Amor não existiriamos,e viver sem Amor não é viver, é simplesmente existir num "filme a preto e branco",ainda por cima sem som!Para terminar "o que salva o Amor´" de facto, é andarmos com o Velho no barco, mas no tempo presente.O que foi já não vem,o que há-de vir ainda não chegou, só nos resta existir AMOROSAMENTE agora uqe lês isto. Beijos mesmo não te conhecendo.