quinta-feira, março 08, 2007

Para reflectir!

A ingratidão, por vezes toma conta de nós. E nós, indiferentes, não paramos um segundo para valorizar todas as riquezas que temos. Sabe-se lá mesmo se somos capazes de atribuir o nosso próprio significado!
Sem mais comentários, convido-vos a lerem os seguintes pensamentos: obrigada a quem mos enviou.
"Aprendi o que é de facto significativo:

Pelos meus filhos que muitas vezes não limpam o quarto e estão a ver televisão, porque significa que estão em casa.

Pela desordem que tenho que limpar depois de uma festa, porque significa que estivemos rodeados de familiares e amigos.

Pelas roupas que me estão apertadas, porque significa que tenho mais do que o suficiente para comer.

Pelo trabalho que tenho a limpar a casa, porque significa que a tenho.

Pelas queixas que escuto acerca do governo, porque significa que tenho liberdade de expressão.

Porque não encontro estacionamento, porque significa que tenho carro.

Pelos gritos das crianças, porque significa que posso ouvir.

Pelo cansaço no final do dia, porque significa que posso trabalhar.

Pelo despertador que me acorda todas as manhãs, o que significa que estou vivo.

Finalmente pela quantidade de mensagens que recebo, porque significa que tenho amigos a pensar em mim.

QUANDO PENSARES QUE A VIDA TE CORRE MAL LÊ OUTRA VEZ ESTA MENSAGEM."

3 comentários:

Pedro disse...

então vou ter que ler muitas vezes...

bjos.

Anónimo disse...

"Uma filosofia de vida torna-se necessária para aqueles que procuram respostas tão convincentes quanto possível para os problemas da vida, particularmente, o sofrimento, a solidão e a morte. Embora sejam questões que, mais cedo ou mais tarde, atingem qualquer ser humano, para alguns torna-se vital esclarecê-las."

~--------------------

Talvez todos nós estejamos um pouco fartos de filosofias de vida baratas que se "vendem" por aí sem motivo aparente.
Dou-te um conselho: antes de quereres resolver os problemas dos outros com textos feitos por encomenda, aprende a resolver primeiro os teus problemas e faz a tua propria filosofia de vida: fá-la com a tua própria expriência de vida e não a parti-lhes: deixa cada um fazer a sua.

apenas sou anonima porque nao tenho blog.

Eu própria ja passei muito na vida (inclusive a perda de entes muito proximos) e tive de lidar com a situação, cansei-me de ler livros e ideologias baratas e criei a minha propria ideologia, que para outros pode ser barata, mas e minha!

so quero ajudar.

beijinho

Joana

Sandra disse...

olá Joana!
Em primeiro lugar obrigada por me teres visitado e em segundo obrigada por teres partilhado a tua opinião no meu blog. :D
Os textos que aqui coloco são intemporais e poderão ajudar qualquer pessoa uma vez cada uma irá interpretar os extos à sua maneira...
De facto tenho "as minhas filosofias de vida" (www.minhasfilosofiasdevida.blogspot.com) mas resolvi partilha-las... não é que sejam as mais correctas mas.. são as minhas! se alguem discordar delas... excelente! é porque pensaram, reflectiram e encontraraoutro caminho...

Também eu encontrei as minhas filosofias de vida à custa de muito sofrimento... acredita..
Mas o que não me parte apenas me fortalece! :D

beijo doce e força nas tuas filosofias

Aparece e partilha, pois é na partilha que se aprende!

Fica bem e um excelente ano de 2008